iBeacons

Tudo que você precisa saber sobre iBeacons

* Por Terence Reis

Já ouviu falar dos iBeacons?

Se não, em breve irá ouvir. Isto porque o que todos dizem é que o uso desta tecnologia irá revolucionar diversos segmentos, em especial programas de relacionamento e o varejo. Alguns chegam a dizer que os iBeacons irão mudar inteiramente nossa experiência de compra. Outros se preocupam com questões de privacidade (sempre). Ainda outros vêem com algum ceticismo.

Para lhe ajudar a decidir – e aprender – resolvemos publicar alguns drops de conteúdo com tudo o que você precisa saber (por enquanto) sobre esta tecnologia.

1. Ok, então o que são estes bacons?

iBeacons.

Pense nos iBeacons como pequenos transmissores utilizados para identificar e determinar o posicionamento de smartphones (e aparelhos compatíveis) em uma determinada localização.

A Apple explica: “iBeacon é uma nova tecnologia que estende os serviços de localização no iOS. Seu dispositivo pode alertar apps quando você se aproxima ou deixa um local onde há um iBeacon.”

E são pequenos mesmo. Veja a imagem.

Estimote-iBeacon-Apple-IOS7-Bits-Bytes-656x429

Além disso, funcionam com baterias comuns que podem durar até 2 anos.
Ou seja, podem ser usados de modo discreto e eficiente nos mais diversos cenários.

2. O que é esta tecnologia? O que a Apple tem a ver com isso?

iBeacon utiliza Bluetooth Low Energy (LE) para o reconhecimento dos aparelhos. O nome iBeacon é a marca criada pela Apple para identificar a implementação que fez da tecnologia.

3. Isto significa que só funciona com iPhones?

Não.

Claro, todos os dispositivos iOS 7 (iPhone 4S, 5, 5C, 5S, iPad 3, iPad Mini) dão suporte à tecnologia. Mas há muitos dispositivos Android compatíveis também. Basicamente, todos que estiverem com a versão 4.3 ou superior estarão aptos a interagir com os iBeacons. Isto inclui os Samsung Galaxy S3, S4 e S5,  HTC One, Nexus 4, 5 e 7, por exemplo.

4. E o que acontece? Como funciona?
 
Pense nos iBeacons como transmissores cuja única função é identificar os devices na sua proximidade. Estes pequenos aparelhos ficam emitindo sinais de modo intermitente.

Quanto um iPhone (por exemplo) se encontra na proximidade de um iBeacon, ocorre sua identificação.

Ao ocorrer a identificação, o app correspondente a aquele iBeacon é ativado e gera uma ação pré-determinada – pode ser uma notificação no app, por exemplo.

5. Então eu preciso de um aplicativo?

Sim. O iBeacon apenas transmite sinais.

Se quisermos que o aparelho do usuário faça algo interessante quando detectar o beacon – gerar um cupom de desconto, fazer o download de um vídeo – precisamos de um app. Se o usuário não tiver o app, ele não será capaz de identificar os iBeacons.

6. E se eu já tiver um app e quiser apenas integrar a iBeacons que já estão em funcionamento, é possível?

Sim. Mas você precisará “reprogramar” seu app para esta interação.

7. Precisa de internet para funcionar?

 
Não. Os iBeacons usam Bluetooth. Se o aparelho estiver com o Bluetooth ativado, ele pode detectar os iBeacons na sua proximidade e então realizar as interações que foram programadas.
Ele pode gerar o cupom de desconto ou desbloquear um vídeo – mas para isto é necessário que os conteúdos já estejam presentes no aplicativo. Para as notificações isto não é necessário.
Claro, com internet disponível o app pode realizar ações mais sofisticadas – como obter conteúdo em tempo real – e ao mesmo tempo reduzir o “peso” do app ao prescindir do conteúdo embarcado.
 
8. Os iBeacons funcionam bem em ambientes fechados?
 
Sim. Cada iBeacon consegue trabalhar em um raio de até 50m independente das condições do ambiente, já que a sua transmissão de sinais é local e direta (aparelho para aparelho).
 
9. E como é esta identificação? Qual a distância máxima? Há uma distância mínima?
 
Os iBeacons podem identificar aparelhos em três faixas distintas de acordo com a proximidade:
  • Imediato: alguns centímetros
  • Próximo: alguns metros
  • Distante: até 50m
 
10. O app precisa estar aberto ou em segundo plano?
 
Não é necessário. Porém, as interações serão diferentes dependendo de como o app estiver.
Se o app estiver fechado (e nem mesmo em segundo plano), o seu app será ativado e irá gerar uma notificação local.
Mas se você já estiver com o app aberto (ou em segundo plano), os iBeacons poderão gerar comandos de acordo com sua proximidade.

Qual a diferença?
 
No primeiro caso, pense que você passa em frente a um restaurante. Se tiver o app deste local, mas este estiver fechado, ao detectar o iBeacon, o restaurante ainda poderá gerar uma notificação para convidar o cliente (ou oferecer um cupom).
No segundo caso, com o app aberto, pense em um cenário como um museu. Ao se aproximar de cada obra o app poderá ativar automaticamente um vídeo com conteúdo sobre cada obra.
 
11. E já tem muita gente usando?
 
Sim. Já há grandes marcas usando iBeacons como parte de sua estratégia.
 
Não apenas a Apple usa em suas lojas – os beacons convidam os consumidores a entrar e monitoram enquanto estão na loja, oferecendo promoções de acordo com a seção em que se encontra.
Nos EUA ainda temos também varejistas como a Macy’s (vídeo:http://www.youtube.com/watch?v=c3h0eKGfUfI)  e a Walgreen’s, além da Major League Basebal em 20 estádios no país.
 
12. E se eu quiser saber mais? Como posso me beneficiar? 

Como é uma nova tecnologia, é preciso escolher o parceiro correto. A Pontomobi tem um longo histórico e extensa experiência com ações de bluetooth e está experimentando com iBeacons a partir do momento em que se tornaram disponíveis para implementação.
Entre em contato com a gente e agende uma apresentação para ver como funcionam! contato@pontomobi.com.br
Fique por dentro das novidades do mundo mobile no Facebook e siga a @Pontomobi no Twitter.

 

Leave a Comment

Facebook

Newsletter

Receba as notícias do Mobilizado direto no seu email.

Arquivos

;

Copyright © 2015